Buritirama-BA: Prefeito Eleito acusa "rombo terrível" nas finanças e atual rebate


Foto: Reprodução/Redes Sociais


Eleito para governar pelos próximos quatro anos o município de Buritirama, na Bacia do Rio Grande, Arival Viana (DEM) disse estar preocupado com as contas que terá de enfrentar após a saída do atual gestor Dedê Alves (PP), que rebateu as críticas.

Em entrevista ao Bahia Notícias Arival Viana disse que além do atraso no salário dos funcionários da saúde, que já fizeram dois protestos tentando chamar atenção para o problema, o atual gestor deixará outras dívidas. “Ele está com muito salário atrasado não só da saúde não, no geral todos os outros setores. Alguns com três a seis meses. Além disso, muito atraso de energia, consignado, os bancos estão ajuizando ações depois que ele perdeu a eleição”, disse. 

Ainda de acordo com Arival, as dívidas com bancos são superiores a um milhão de reais. “Só o Bradesco ajuizou uma ação de mais de R$ 700 mil. A Caixa me notificou que ajuizou uma ação de R$ 500 mil. É uma gestão totalmente irresponsável que vai deixar um passivo, deixou um rombo terrível para o município. Coelba, INSS nem o que descontou dos funcionários ele recebeu, muito difícil a situação que vamos encontrar”, disse. 

Mas o atual prefeito contestou as falas do opositor. “Quando eu assumi a prefeitura deixada por ele a quatro anos atrás, também haviam débitos com relação a isso. Eu assumi os débitos dele também, e estamos negociando para tentar resolver essa situação e entregar tudo em dias”, disse.

Ainda de acordo com Dedê, não há atraso de salário nos outros setores do município como declarou Arival. “Quero deixar claro que estou organizando e que o pessoal que ficou atrasado não são todos os servidores, mas sim e apenas, a parte da saúde. Tivemos um diálogo com o pessoal para honrar esses compromissos até o dia 30”, concluiu, assegurando que a situação financeira será regularizada até o final do seu mandato.

Fonte: 
Bahia Notícias

Postar um comentário

0 Comentários