Barreiras-BA: Paramédico de ambulância é indiciado por estupro


Foto: Reprodução/TV Bahia


O socorrista do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Barreiras, oeste da Bahia, denunciado por uma mulher por abuso sexual dentro de uma ambulância, foi indiciado pela polícia e vai responder pelo crime de estupro. A informação foi confirmada nesta terça-feira (1º) pelo delegado José Romero, responsável pela investigação, que afirmou que concluiu o inquérito e já o enviou à Justiça.

O caso aconteceu em 17 de outubro. A jovem estava jogando futebol com amigos e se sentiu mal. O grupo chamou o Samu, que foi até o local em que a partida estava sendo disputada para fazer o atendimento. A jovem relatou à polícia que, dentro da ambulância, o paramédico passou a mão nos seios dela e acariciou o órgão genital dela.

De acordo com o delegado, o indiciamento do suspeito foi feito após provas coletadas durante as investigações e pelo fato da vítima não ter condição de se opor ao ato criminoso, já que estava passando mal.

O paramédico, no entanto, vai responder ao processo em liberdade. Segundo o delegado, embora o suspeito tenha sido indiciado pelo crime, não havia elemento para a prisão preventiva.

Ele compareceu ao inquérito, tem endereço certo, tem meio lícito de sustento. Tinha muito ponto controverso. Ela [a vítima] contou a história, os atos que foram praticados, o que ela pôde perceber. E decidimos por indiciar o então investigado”, afirmou.

Por meio de nota, à época, a Secretaria da Saúde do município informou que o socorrista seria afastado até que fossem concluídas as investigações.

Fonte:
G1 Bahia

Postar um comentário

0 Comentários