Operação contra fraude em cartório que causou prejuízo de R$ 10 milhões prende cinco pessoas.

 

Foto divulgação - Policia Civil

Cinco pessoas foram presas em uma operação da Polícia Civil contra um esquema de fraudes em um cartório de Santa Tereza do Oeste, na região oeste do Paraná, nesta quinta-feira (1º). As fraudes causaram prejuízos de mais de R$ 10 milhões a dezenas de vítimas, de acordo com as investigações.

Do total de presos, três são ex-funcionários do cartório, um é dono de uma revenda de carros, além de uma mulher que é funcionária de um cartório em Lindoeste. Nove de busca e apreensão também foram cumpridos na operação.

Segundo a Polícia Civil, as fraudes envolvem falsificação de documento público, falsidade ideológica em procurações, escrituras e certidões de óbito.

Com os documentos falsos, os suspeitos faziam transferências de veículos e imóveis, simulavam a morte de criminosos para extinguir a punibilidade em processos criminais e ainda cometiam lavagem de dinheiro, conforme a polícia.

"O padrão de vida que essas pessoas ostentavam era bem superior a renda que a princípio teriam auferido no cartório, em torno de R$ 2 mil. Então, as investigações continuam, os fatos estão sendo apurados e após a conclusão, o retorno das perícias nesses aparelhos é que será concluído o inquérito", disse o delegado Rogerson Ribas Salgado.

Os golpes eram praticados nas regiões de Cascavel, no oeste e Maringá, no norte do Paraná, e em Santa Catarina, de acordo com as investigações.

Em março deste ano, três suspeitos que atuavam no cartório foram afastados por decisão judiciais, segundo as investigações.

Para ocultar os valores e lavar dinheiro, os investigados também possuíam uma garagem de veículos para venda e uma casa de carnes nobres.





Fonte :G1

Postar um comentário

0 Comentários