LEM-BA: Polícia investiga como execução caso de empresário morto a tiros




O delegado de Polícia Civil Joaquim Rodrigues, de Luís Eduardo Magalhães, no oeste da Bahia, afirmou que o assassinato do empresário Renato de Souza Lobo, de 40 anos, ocorrido na quarta-feira (27), está sendo investigado como execução.


"A princípio, nossa linha de investigação é de que se trata da execução de um empresário, mas ainda não temos motivação e autoria. Nossa equipe de investigação está nas ruas buscando todas as possibilidades para esclarecer o crime", disse o delegado.

Ainda de acordo com Joaquim Rodrigues, o cunhado da vítima, que foi quem socorreu e levou a vítima para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). O delegado contou, entretanto, que o rapaz não soube dizer se a vítima vinha sendo ameaçada ou dar alguma informação que possa indicar a motivação do crime.


O empresário, que atuava no ramo de grãos, foi atacado a tiros quando ainda estava dentro do carro, ao chegar em casa. Informações iniciais apontam que, crime foi cometido por duas pessoas em uma moto, que efetuaram vários disparos contra o carro e fugiram. Ao menos seis tiros acertaram Renato.


O corpo de Renato de Souza Lobo foi velado e enterrado no fim da tarde de quinta-feira (28), em Luís Eduardo Magalhães. Ele deixa um filho de 16 anos, enteada de 12 e esposa que está gravida de seis semanas.


Fonte:
G1 Bahia

Postar um comentário

0 Comentários