Mulher desperta em funerária após ser dada como morta por médico



Essa mulher despertou em uma funerária de Coronel Oviedo, no Paraguai, após ter sido declarada como morta pelo médico e proprietário da clínica particular Sanatório San Fernando.

Segundo o jornal La Nación, o caso foi levado às autoridades por Máximo Duarte Ferreira, 50, esposo da paciente, identificada como Gladys Rodríguez Duarte, 46.

Gladys, que sofre de uma doença não especificada pela publicação, chegou à clínica do Dr. Heriberto Vera na manhã do último sábado (11).

Após algum tempo, o médico assinou o atestado de óbito da mulher e solicitou o traslado do corpo.

Ao chegarem no local, os funcionários da funerária notaram sinais vitais na "falecida". No entanto, uma enfermeira informou que era apenas o efeito do oxigênio que ela havia recebido.

Já nas instalações do local onde ocorreria o velório, os profissionais notaram que Gladys se movimentava dentro do saco mortuário. Ela estava viva e, após se recuperar do susto, foi encaminhada a um hospital.

Os médicos do local conseguiram estabilizar o quadro da paciente e ela tem grande chances de se recuperar para continuar o tratamento da doença que enfrenta.

De acordo com o jornal ABC Color, a clínica do Dr. Vera está sob investigação das autoridades paraguaias.


Fonte:
R7

Postar um comentário

0 Comentários