Novos detalhes chocam! Mãe foi obrigada a carregar corpos de filho e marido


Fotomotagem: Bruno Avila / Reprodução/Record TV

O crime que aconteceu no ABC choca a cada detalhe revelado. Uma nova testemunha surgiu, 18 dias após o crime ter acontecido, e deu novos detalhes impressionantes, que chocam quem está acompanhando o andamento das investigações.

Os assassinatos do casal Flaviana e Romuyuki Gonçalves, junto ao filho Juan, de 15 anos, foram considerados de autoria da filha, Ana Flávia Gonçalves, e sua namorada, Carina Ramos.

A Polícia investigou e chegou a conclusão que o casal teve ajuda de outras pessoas para cometerem o crime. Uma nova testemunha se apresentou à Polícia e não quis ter seu nome divulgado, mas confirmou o que as investigações já desconfiavam.

A mulher teria visto a vítima, Flaviana conduzindo o Jeep, encontrado na mata, antes de ser morta carbonizada junto ao seu filho e marido. A mãe de Juan e esposa de Romuyuki teria levado os corpos dos dois dentro do porta-malas, pois constata-se que eles não teriam morrido carbonizados.

Segundo o que apontaram as investigações, pai e filho teriam morrido a pauladas, ainda dentro da casa da família, em São Bernardo do Campo. Flaviana continuou viva e conduziu o veículo até a zona de mata, onde todos foram carbonizados.

A Polícia concluiu que Ana Flávia e Carina tiveram ajuda para cometerem tal ato, pois eram somente duas pessoas e não utilizaram armas. Assim foram encontrados outros suspeitos. Um poderia ser um primo de Ana Flávia.

O crime teria sido de viés financeiro. O roubo à casa da família foi premeditado. Ana e Carina assumiram o planejamento do roubo, porém, não assumem os assassinatos. Elas estão presas.


Fonte:
1News

Postar um comentário

0 Comentários