Em decisão, Juiz autoriza mudança de sexo menino de 7 anos, para menina contra vontade do pai

Pai que quis impedir a transição de seu menino
Um menino de sete anos poderá realizar a transição para menina sob a supervisão de sua mãe e contra a vontade de seu pai após autorização do juiz. Os pais Jeffrey Younger e Anne Georgulas do Texas nos Estados Unidos estão separados e são pais de gêmeos James e Jude de sete anos.
Um dos gêmeos, James, manifestou que deseja transicionar para uma menina e que quer ser chamado de Luna. A mãe apoia a transição de James para Luna e quer iniciar o tratamento da criança, que envolve acompanhamento psicológico. Futuramente, o tratamento também poderá envolver bloqueios hormonais para que a criança não entre na puberdade, que faria com que desenvolvesse características masculinas.
Já o pai não apoia o desejo do filho e entrou na justiça com um pedido para ter a guarda solo de seus gêmeos justamente para evitar a transição do filho.
Na última segunda-feira (21/10), o júri determinou que a guarda dos gêmeos continuará com a mãe. Também foi determinado que ela poderá continuar com o desejo da criança de realizar a transição e que seu pai não poderá interferir neste processo, de acordo com o jornal Washington Examiner.
No julgamento, foi exposto o desejo da criança em transicionar para menina. E também foi colocada a opinião de alguns especialistas, como o psicólogo Benjamin Albritton que disse: “Ainda existe muita fluidez no pensamento dele. Mas a criança também não tem nenhum sinal de problemas psicológicos como depressão, ansiedade e agressividade, não tem nenhuma dificuldade psicológica”.




Fonte: Bebê mamãe

Postar um comentário

0 Comentários