Entenda porque a meningite pode matar em poucas horas e saiba como identificar


Através de sua assessoria de imprensa, o Hospital Bartira, que faz parte do grupo D’Or, na cidade de Santo André, na Grande São Paulo, informou que Arthur Araújo Lula da Silva, de 7 anos de idade, neto de Lula, entrou no hospital às 7h20 da manhã da sexta-feira (1) e veio a óbito cerca de 5 horas depois, às 12h36. Ele foi diagnosticado pelos médicos com meningite meningocócica.

A grande dúvida que surgiu foi porque ele morreu tão rápido assim. De acordo com Nelson Douglas Ejzenbaum, que é pediatra e membro da Sociedade Brasileira de Pediatria e Academia Americana de Pediatria, esse tipo de meningite tem uma evolução muito rápida.

O médico diz que quando os sintomas aparecem é sinal que o quadro já está avançado e o óbito pode acontecer em poucas horas, devido a inflamação das membranas que recobrem o cérebro.

Como identificar os sinais da doença

A transmissão dessa doença acontece de pessoa para pessoa através de vias respiratórias, gotículas e secreções do nariz e da garganta. De acordo com o especialista, os sintomas mais comuns e principais nesse caso são: febre, dor de cabeça, vômito, confusão mental, mal estar e pescoço rígido, ou seja, quando a criança não consegue encostar o queixo no peito.

“A orientação é que ao menor indício da doença, a pessoa seja levada rapidamente para um hospital para que o tratamento, que inclui antibióticos e corticoides, seja iniciado o mais rápido possível”, alerta o especialista.

O médico faz questão de informar que a única forma de prevenção é a vacina, ou seja, confira se a vacina do seu filho está em dia, em qualquer dúvida, procure o quanto antes o posto de vacinação mais próximo.

Postar um comentário

0 Comentários