Ambulante ajudada por Ivete diz que colega quebrou a perna em confusão


A vendedora Edilene, que teve caixas de isopor quebradas durante o desfile da cantora Ivete Sangalo, disse que uma colega que estava com ela, de prenome Carol, quebrou a perna durante a confusão, ocorrida na noite de segunda-feira (5), no circuito Dodô (Barra-Ondina) do carnaval de Salvador.

Durante o desfile da cantora no Barra/Ondina, ao ver que a vendedora ambulante havia se desesperado após a quebra do isopor, Ivete Sangalo prometeu comprar o material da vendedora, para que a comerciante não ficasse no prejuízo, e arrancou aplausos do público.

"É você que é a dona do isopor? Não chore não que eu vou comprar seu isopor que quebrou, eu vou comprar agora. Nem chore, minha irmã, porque é assim mesmo. Eu vi, foram dois isopores enormes, cheios de cerveja. Vai ter até mais cerveja do que tinha. Fique na sua. Calma que eu vou organizar aí. Calma", disse a cantora.

Segundo Edilene, a amiga foi socorrida e levada para o Hospital do Subúrbio. Entretanto, a unidade médica afirmou que não confirma o estado de saúde de pacientes. A ambulante diz que está preocupada com a amiga.

“A primeira coisa que eu quero é só a assistência para Carol”, disse.

Edilene contou que a confusão começou por causa da movimentação do bloco. Ela disse que Ivete não viu o momento em que a colega quebrou a perna.

“Ivete não sabia que ela tinha quebrado a perna, porque nem isso eu consegui falar”, disse Edilene.
Edilene também contou detalhes do momento em que a Carol ficou ferida e afirmou que vários foliões aproveitaram a confusão para roubar cervejas das caixas de isopor que haviam quebrado.

“Na muvuca, caiu todo mundo em cima dela, fora o povo que estava pegando a nossa cerveja. Em vez de ajudar, estavam levando”, contou.

A assessoria de Ivete Sangalo informou que Edilene foi atendida, ainda na noite de segunda, por Fábio Almeida, empresário de Ivete, e que tudo já havia sido resolvido com a ambulante.



Por: G1

Postar um comentário

0 Comentários