Jovem que teve “sou ladrão e vacilão” tatuado na testa é preso pela segunda vez em São Bernardo (SP)

Quatro meses após receber alta de uma clinica para dependentes químicos, o jovem Ruan Rocha da Silva, de 18 anos, que ficou conhecido por ter a testa tatuada com a frase "eu sou ladrão e vacilão", foi detido pela segunda vez em São Bernardo, após tentar furtar um celular, um moletom e dinheiro em uma unidade de saúde no ABC Paulista.

Ele ficou conhecido no começo de junho de 2017,  após roubar uma bicicleta de um deficiente, na época ele era menor de idade.

Um tatuador e um pedreiro viu a cena, diante da situação o tatuador  pegou tatuou na testa do garoto, e o caso virou repercussão nacional.

Varias pessoas se comoveram com a historia e resolveu ajudar, com a expectativa de melhora do rapaz, mas infelizmente não teve melhoras.

Postar um comentário

0 Comentários