Com comida doada, missionários arrancam choro de felicidade de criança venezuelana


O drama das crianças venezuelanas que fogem da fome comoveu um grupo de missionários que está em Roraima para ajudar os refugiados. Impedidos de levar a ajuda diretamente aos venezuelanos pelo fechamento da fronteira, o grupo visita ruas e abrigos de Boa Vista. 

No domingo (24), a entrega de um sanduíche a uma criança de aproximadamente cinco anos retratou a dor que atinge os filhos da fome venezuelana. Pouco depois de receber o alimento, as lágrimas foram de alegria ao voltar para o abrigo onde vive. "

A criança chorou quando deu a primeira mordida. Meu coração [chorou] muito mais", contou a missionária identificada apenas como Maria Clara, em depoimento publicado na página do grupo católico Aliança da Misericórdia, que organizou a viagem.

A menina foi encontrada em um dos acampamentos em Boa Vista onde vivem refugiados de até 13 anos. Eles vivem em barracas e têm direito a apenas uma refeição no dia. Muitas mães e pais passam maior parte do tempo fora pedindo esmolas ou tentando algum dinheiro com a prostituição.



Por: UOL

Postar um comentário

0 Comentários