Por 'falta de elementos', filho de ex-prefeito que agrediu namorada não será preso


Victor Junqueira, filho do ex-prefeito de Anápolis Eurípedes Junqueira, não será preso por agredir a namorada, a advogada Luciana Sinzimbra, por "falta de elementos". 

Na quarta-feira (26), a delegada Ana Elisa Gomes da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) falou sobre o caso, que ganhou repercussão após o vídeo da agressão vazar na internet. Ela diz que, apesar de as imagens gravadas pela vítima terem sido divulgadas, o material não é suficiente para decretar a prisão do piloto de 24 anos.

“Ele não está prejudicando o trabalho dos investigadores ou praticando outros crimes contra a vítima. O fato não foi em flagrante, ele tem residência fixa e compareceu à delegacia acompanhado de um advogado, portanto não ocorrerá a prisão por hora”, explicou ao ‘Mais Goiás’.

“Se Victor difamar ou desqualificar L.S. na internet ou perturbar o trabalho de investigação, por exemplo, ele pode ser preso. O inquérito foi concluído na sexta-feira e remetido ao poder judiciário na data de hoje [quarta-feira]. A vítima foi orientada sobre as medidas protetivas de urgência enquanto as investigações estão em andamento”, completa a delegada.

Veja o vídeo:

  • O caso
A advogada Luciana Sinzimbra, 26 anos, gravou com um celular o momento em que foi agredida pelo ex-namorado na madrugada do último dia 15, em Goiânia. A Polícia Civil de Goiás abriu um inquérito na Delegacia da Mulher. O agressor, Victor Augusto do Amaral Junqueira, foi ouvido e liberado em seguida. 

Na quinta-feira (27), Luciana disse em seu Instagram que não divulgou as imagens nas redes sociais. Ela diz que, como o vídeo foi muito compartilhado na web, está se fortalecendo para "ajudar no combate à violência doméstica". 

"Graças a Deus estou bem fisicamente, porém, abalada emocionalmente. Quanto aos vídeos, estes foram divulgados sem o meu consentimento e se tornaram virais, exigindo de mim uma postura que não me sinto ainda preparada, mas estou me fortalecendo para me pronunciar em breve e ajudar no combate à violência doméstica. Espero que tudo se resolva da melhor forma possível", afirmou a jovem. 

Ele aperta o pescoço dela com as duas mãos. "Você vai me matar desse jeito", diz advogada 

O vídeo mostra uma discussão entre o casal. "Eu tentei fazer uma surpresa", diz o autor das agressões, com voz de choro, no início do vídeo. 

Em seguida, Luciana indaga: "E você acha justo chegar aqui e me bater?". 

O ex-namorado diz que acha "super injusto" e acrescenta: "Mas pelo menos acabou". 

Em seguida, Victor começa a desferir tapas e até um murro na ex-namorada. Luciana implora que Victor pare de agredi-la, mas ele responde: "Eu vou te bater mais". 

Em determinado momento da briga, ele aperta o pescoço dela com as duas mãos. "Você vai me matar desse jeito. Para! Para com isso!", diz a advogada. 

A advogada registrou boletim de ocorrência na Delegacia da Mulher de Goiânia no dia 15 e pediu medidas protetivas.

Por: Jornal Correios

Postar um comentário

0 Comentários