Justiça manda Haddad apagar vídeo em que chama Edir Macedo de fundamentalista charlatão

Bispo Edir Macedo prega no Meier, no Rio, 40 anos após seu primeiro culto no local - Danilo Verpa - 8.jul.17/Folhapress

O Tribunal de Justiça de São Paulo determinou nesta semana que o ex-presidenciável petista Fernando Haddad deverá apagar de suas redes sociais um vídeo em que associa o bispo Edir Macedo a "fundamentalismo charlatão" e "fome de dinheiro".

 Pelas declarações, o líder da Igreja Universal do Reino de Deus entrou com dois processos contra o petista, um criminal e outro civil. Caso descumpra a ordem judicial, Haddad deverá pagar multa diária de R$ 5.000. A assessoria do ex-candidato já disse que ele irá acatar a decisão —só não deletou o post por ainda não ter sido notificado.



Fonte: Folha de S. Paulo



Postar um comentário

0 Comentários